Um grande panelaço contra o governo Jair Bolsonaro está sendo convocado para a próxima terça-feira, dia 31 de março às 20h30, pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, que congregam partidos políticos, movimentos sociais e centrais, como PT, Psol, PC do B, CUT, CMP, MTST, UNE, MST e União dos Movimentos de Moradia.  A Central de Movimentos Populares (CMP) já está adotando o Fora Bolsonaro "porque, além de cometer crime de responsabilidade, ele não tem mais condições políticas e morais para continuar presidindo o País”, defende o coordenador da entidade, Raimundo Bonfim, que na última terça-feira (24) participou de teleconferência feita pelas duas frentes. 

Só para lembrar de um dos atos irresponsáveis de Bolsonaro, Bonfim cita que, ao participar da manifestação no último dia 15 de março, o presidente, por estar em quarentena, violou o artigo 268 do Código Penal, sobre infração de “determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”.

Em ação mais recente, no último dia 24 de março, o presidente, em pronunciamento oficial à Nação, sugeriu que os brasileiros abandonassem o confinamento que está sendo feito para conter a transmissão do vírus. “Mais uma grande irresponsabilidade”.

Diante da chegada do novo coronavírus ao Brasil, a fragilidade da política adotada pelo atual governo ficou mais exposta, mostrando que o País está economicamente desprotegido e socialmente abandonado.

De acordo com os organizadores do panelaço, a conclamação está sendo feita por meio de redes sociais e a ideia para alguns setores das duas frentes, como a CMP, MTST e Marcha Mundial das Mulheres, que já estão defendendo a  saída de Bolsonaro, é reforçar a urgência de algumas pautas que envolvem a área da Saúde e que já vinham sendo defendidas, como a derrubada da Emenda Constitucional 95, que congela investimento públicos na assistência social e educação, e já retirou mais de R$ 20 bilhões da Saúde somente em 2019.  Para eles, “esse recurso deve ser investido na ampliação da atenção básica e da rede hospitalar, sobretudo, no número de leitos de UTI.”

Outros itens da pauta:

  • Nacionalizar, a exemplo da Espanha, a rede hospitalar.
  • Retomar o Programa Mais Médicos.
  • Suspensão imediata da Portaria 2.979/19, como forma de retomar a ampliação das equipes de Saúde da Família e garantir os insumos necessários para prevenção e combate ao novo coronavírus.
  • Aprovação imediata do salário emergencial para garantir a quarentena para os desempregados com baixa renda e trabalhadores informais.
  • Congelamento do preço do álcool, máscara e luvas: produtos indispensáveis para combater o Covid-19.
  • Isenção do pagamento de taxas de água, energia e internet para famílias de baixa renda.
  • Fim das reintegrações em todas as áreas públicas e privadas e suspensão dos despejos por falta de pagamento do aluguel.
  • Atenção especial para às famílias de baixa renda e moradores das periferias, cortiços, ocupações e favelas.

O panelaço do dia  31 de março se soma  à campanha que já está em curso em todo país em defesa de medidas na área da Saúde, do isolamento social, da garantia do emprego e renda e  pela saída do presidente Jair Bolsonaro e do seu vice, Hamilton Mourão, por  eleições livres e diretas para o restabelecimento da democracia no País.

“Não dá para esperar 2022. Temos que, simultaneamente, salvar a vida de nosso povo, tomar medidas nas áreas econômica e social e exigir a renúncia ou impeachment de Bolsonaro,” defende Bonfim.

 

Serviço:

Panelaço #ForaBolsonaro

Dia: 31 de março, terça-feira

Horário: a partir das 20h30

Local: todas as janelas do Brasil

Central de Movimentos Populares

 

Mais informações:

Silene Santos (11) 9 7683-2499

Ler 977 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top