O Estado da Bahia gerou 2.569 postos de trabalho com carteira assinada, segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (24). Os dados, sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), apontam 46.742 admissões e 44.173 desligamentos.

O resultado, que vai na contramão do dados nacionais em que 43 mil vagas formais foram fechadas, pior resultado para o mês de março em dois anos, é reflexo das políticas adotadas pelo governo Rui Costa (PT). A gestão de Jair Bolsonaro (PSL), por sua vez, continua estagnada e nada fez para melhorar o mercado de trabalho brasileiro.

O saldo positivo na Bahia decorre ainda, segundo o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, da indução do desenvolvimento, com a realização de importantes obras em todo o território baiano, com a construção de estradas, hospitais, escolas, sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, dentre tantas outras.

“ Vale registrar que a Bahia foi o único estado da região Nordeste que apresentou saldo positivo neste mês de março e no acumulado do ano, com um resultado que nos coloca entre os três primeiros estados do país na geração de emprego com carteira assinada em março”, destacou Pinheiro.

O Caged revelou também que no acumulado do ano, o saldo totalizado foi positivo (+11.179 postos). Sete setores de atividade registraram saldos positivos: Construção Civil (+5.501 postos), Serviços (+4.649 postos), Indústria de Transformação (+1.779 postos), Agropecuária (+1.499 postos), Administração Pública (+557 postos), Extrativa Mineral (+229 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+96 postos).

Da Redação da Agência PT de Notícias

Ler 660 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top