“ Lula está preso, mas as ideias dele estão realmente no coração das pessoas”. O metalúrgico aposentado Djamila Bom, de 79 anos, retomou as palavras do ex-presidente ao falar sobre a prisãopolítica da maior liderança popular do país. Ele, que se emociona ao falar, foi a Curitiba com a caravana de representantes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, uma das inúmeras demonstrações de solidariedade de brasileiros e brasileiras a Luiz Inácio Lula da Silva.

Desde que está mantido como preso político, há 370 dias, o ex-presidente recebe apoio desde pessoas anônimas que tiveram a vida transformada pelos governos petistas a eternos companheiros de luta, além de figuras ilustres de todo país. Suas identidades são as mais diversas: juristas, professores,  estudantes, políticos, militantes de movimentos sociais como MST, Atingidos Por Barragens…Homens e mulheres de todas as idades que, acima de tudo, defendem a democracia e a justiça.

Um exemplo disso foi o ato realizado por 12 juristas na Vigília Lula Livre no último dia 21 de março. O juiz Edevaldo Medeiros visitou o ex-presidente representando o grupo e, após o encontro, ressaltou que, enquanto parte do sistema jurídico, sente-se na obrigação de defender a democracia. “Viemos dizer que somos parte doJudiciário e queremos que nossa instituição funcione bem”, afirmou naquele dia.

As manifestações de parte do Judiciário foram além do ato. Na mesma semana, 400 magistrados assinaram manifesto em defesa de Lula Livre.

Ao longo deste ano, o ex-presidente também contou com seus apoiadores incansáveis – Gleisi HoffmannFernando HaddadGuilherme BoulosManuela D’ávila, o grupo de Parlamentares em Defesa da Democracia e tantas outras lideranças políticas que se mantêm firmes na luta por justiça.

“Nós não vamos largar a sua mão, presidente Lula. Não há hipótese de isso acontecer”, disse a presidenta nacional do PT em uma das diversas vezes em que esteve em Curitiba. “Tenha certeza que estaremos ao seu lado, em todos os momentos, naquilo que for necessário para enfrentar essa justiça”, prometeu.

Lutar por Lula Livre é lutar pelos direitos do povo

Luiz Inácio Lula da Silva é uma liderança presa injustamente e representa a luta pelos direitos do povo. Este foi o recado deixado pelo ex-ministro  Celso Amorim após visita a Lula.  “Estamos lutando para que essa realidade vigente no momento mude não só pelo Lula como pelo Brasil. Porque o país só estará totalmente pacificado quando o ex-presidente estiver livre”.

A representatividade do ex-presidente também foi destacada pelos pais de Marielle Franco. Marinete da Silva e Antonio Francisco da Silva Neto ressaltaram que a luta por justiça para sua filha e pela liberdade do ex-presidente caminham juntas na defesa da democracia. “São dois líderes. A luta do Lula é constante e a da Marielle ainda estava começando. Como o pai dela diz, Marielle seria um Lula de saias se deixassem”, afirmou a mãe.

Lula se mantém disposto a lutar pelo Brasil

Todas as pessoas que estiveram com o ex-presidente ao longo destes 370 dias afirmam a mesma coisa: Luiz Inácio Lula da Silva continua de cabeça erguida, sabe tudo que está acontecendo no país e continua disposto a lutar pelo povo brasileiro. Um dos últimos a transmitir esse recado foi o jornalista Juca Kfouri que, ao deixar a carceragem, afirmou que, apesar da tristeza diante da injustiça, é impossível encontrar Lula e não sair esperançoso.

O relato dialoga com o recado transmitido pelo próprio ex-presidente as lideranças  João Paulo Rodrigues (MST) e Moisés Selerges (Sindicato dos Metalúrgicos do ABC).  “Para Lula, este é  o melhor momento para que a esquerda faça o embate com a população. Ele sabe da importância da mobilização nas redes sociais, mas não vê outra saída a não ser ir para as ruas, fortalecer o trabalho de base, e dialogar com cada trabalhador e trabalhadora deste país para vencer as batalhas contra este governo”, contou Rodriguez.

A força também foi confirmada pelo ex-ministro José Eduardo Cardozo: “Nós sabemos que não existem provas para esta condenação, mas é muito importante ver um homem como ele, que transformou o Brasil, ter tamanho estado de espírito e disposição para continuar lutando”, disse o ex-ministro.

Da Redação da Agência PT de Conteúdo

Ler 634 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top