Gleisi Hoffmann:Lula Livre é a bandeira da democracia e do povo. Em artigo, presidenta do PT afirma que lutar pela libertação do ex-presidente é muito mais do que reparar injustiça, significa retomar o pacto constitucional de 1988.

PT completa 39 anos assumindo, mais uma vez, uma grande responsabilidade perante o país e o povo brasileiro: lutar pela libertação do ex-presidente Lula, condenado e preso por meio de uma farsa judicial que atentou contra a normalidade do processo político e contra a nossa democracia. Sob essa bandeira, faremos oposição tenaz ao governo Bolsonaro, que representa o oposto de tudo o que defendemos ao longo de nossa trajetória.

Defender Lula Livre significa bem mais do que reparar a injustiça contra o maior líder popular e o melhor presidente que o povo brasileiro já teve. Significa retomar o pacto constitucional de 1988: o primado do estado de direito, a liberdade de votar e de ser votado, o reconhecimento dos direitos individuais e coletivos, a obrigação do estado de combater a desigualdade e promover a soberania nacional.

Lula foi condenado e preso, sem ter cometido crime nenhum, para não disputar as eleições presidenciais, que venceria no primeiro turno segundo todas as pesquisas. Sua candidatura foi proibida pelo TSE, contrariamente à lei, para impedir a retomada do processo de transformação social no Brasil, iniciado por seu governo, em 2003, e interrompido pelo golpe do impeachment sem crime de responsabilidade contra a presidenta Dilma em 2016.

Lula é um preso político. Os direitos legais dos cidadãos, livres ou presos, e as ordens de habeas corpus não valem para ele. Foi proibido de dar entrevistas, de receber religiosos e até de ir ao velório do irmão. Seus direitos políticos, reconhecidos pelo Comitê de Direitos Humanos da ONU, foram solapados pelo TSE. Está sob regime de exceção, que não pode ser considerado normal, a não ser por quem tirou ou tenta tirar proveito político dessa injustiça.

Querem excluir Lula da política e até da história, mas ele permanece vivo por ter criado milhões de empregos com carteira assinada, o Bolsa Família, o Prouni, pelo apoio à agricultura familiar, por ter levado água aos que tinham sede e comida aos que tinham fome. Seu governo entrou para a história pelo crescimento econômico, a expansão das exportações, o investimento em infraestrutura, a descoberta do pré-sal e a defesa soberania nacional.

Por tudo isso, a prisão de Lula é mais que uma injustiça contra um cidadão: é um golpe contra a democracia e o projeto de um país mais justo e menos desigual que a candidatura Lula representava. Não se pode falar em regime democrático no Brasil enquanto Lula não tiver um julgamento justo e recuperar seus direitos.

O PT nasceu para defender a democracia e os direitos do povo. Em 39 anos, jamais abandonamos esses compromissos. Nosso candidato Fernando Haddad teve 47 milhões de votos, apesar da campanha de mentiras, do poder econômico e da mídia que usaram contra nós. O PT vai continuar ao lado do povo, defendendo a soberania nacional e a democracia. Nossa história continua, em defesa de Lula Livre e de um país melhor e mais justo para todos.

Gleisi Hoffmann é deputada federal (PT-PR) e presidenta nacional do PT.

Última modificação em Fev 26, 2019

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top